Como montar uma justificativa de TCC com apenas 4 perguntas

Esse artigo é um guest post escrito por Jader Batista Favero.

Pode-se afirmar que, em razão de não haver uma regra para a elaboração da Justificativa do TCC esta se torna uma das partes mais complexas de se orientar, uma vez que cada tutor apresenta um método diferente. Porém, é necessário exaltar o tema e dar a devida importância ao projeto. Foi criada recentemente, uma fórmula, que pode auxiliar os alunos nesta fase de seu trabalho.

Como montar uma justificativa de TCC com apenas 4 perguntas

Por que este tema?

Nesse contexto, deve ficar claro o que será abordado na monografia. Em outras palavras, deve ser colocada uma definição explicita especificando com detalhes qual a área o produto vai abranger.

Sob essa ótica, ganha particular pertinência, o motivo pelo qual foi escolhido este tema. Este por sua vez, deve ter utilidade para o pesquisador, o pesquisado e a sociedade propriamente dita, fazendo com que não fique restrito somente ao ambiente acadêmico (KAHLMEYER-MERTENS et all, 2007).

Com isso, será importante que fique bem claro na Justificativa do TCC, o que cada uma das três partes irá ganhar depois que estiver finalizado. O pesquisador (o autor do trabalho) deve tendê-lo para além dos muros de sua escola, o pesquisado (a instituição estudada ou onde o estudo foi realizado) e a sociedade (que beneficio ou vantagem a humanidade pode ter em relação ao seu trabalho).

O que?

Quando alguém começa a defender algo, logo vem a mente a imagem do que esta pessoa está falando. Porém, o que ela explica pode não ser o mesmo que o público entende.

Diante disso, será inevitável que num primeiro momento seja deixado, sem sombra de dúvidas o que a pesquisa está buscando. Qual a finalidade que ela tem para o mundo (SANTOS, MOLINA e DIAS, 2007).

Segundo Marconi e Lakatos (2000) na Justificativa do TCC, deve-se deixar claro o qual o intuito do mesmo. Deixando claro o que o aluno realmente irá fazer no desenlace do projeto.

Ao fazer isso, deverá ficar claro qual é o objetivo da obra. O que quer alcançar e o que fará para alcançar o resultado desejado.

A quem se destina?

Ao fazer uma análise da sociedade, é possível verificar que a psicologia é utilizada desde o início do século XX para a confecção de propagandas. A partir desse ponto, é possível notar que pessoas com determinadas características e necessidades compravam mais um determinado produto.

Em uma Justificativa de TCC, também é de fundamental relevância apresentar a definição do público alvo. No caso de existirem dois ou mais, deve-se colocar a importância do primeiro em relação aos demais (BARBAN, CRISTOL e KOPEC, 2001).

Ao esclarecer a quem se destina o seu projeto, ajudará num futuro próximo, a chegar até a pessoa correta. Pode passar por adaptações diversas vezes, mas sempre deverá focar em um determinado tipo de pessoas com características ou necessidades específicas (BRITO, 2011).

Sustentação

É notável que todo o conhecimento que se é adquirido vem de algum lugar, seja ele: livro, site, enciclopédia, revista, jornal e etc. Por esse motivo, é aconselhável possuir uma fonte confiável para se ter uma base forte e a Justificativa do TCC ser válida.

É aconselhável que o autor prefira livros ou documentos impressos ao invés de documentos digitais, pois exercem um papel muito importante no meio acadêmico-científico, por sistematizam a informação acumulada, dispersa e divulgada. Em geral são as originados com estudos de caráter histórico, conceituais, que forneçam o “estado da arte” de um tema (ANDRADE, 2010).

A fórmula mágica

Em resumo, uma boa Justificativa de TCC deve responder claramente a quatro simples questões: o que vai ser feito, por que será feito, a quem se destina e qual a base será utilizada para a sustentação e validação das ideias propostas. Estas por sua vez, podem ser aplicas a seguinte fórmula: por que + o que + quem + base.

Esta fórmula é demonstrada seguir com o tema Mudança de Marca, feita por Douglas Tybel no livro TCC, uma escrita em blocos e em seu canal no YouTube, Guia da Monografia:

  1. Por que: para compreender que este processo é árduo e pode não ser bem sucedido;
  2. O que: apresenta conceitos, definições e ferramentas necessárias às decisões dessa mudança;
  3. Quem: para quem pretende mudar a marca;
  4. Base: nos princípios do Marketing Moderno voltados às estratégias ligadas diretamente a Gestão de Branding.

Recapitulando

De um modo geral, uma Justificativa de TCC segundo Douglas Tybel, apresenta quatro partes fundamentais: o porquê (motivo pelo qual este tema foi escolhido), o que (qual a função do projeto), quem (público alvo da obra) e base (fonte de informações onde seu trabalho está baseado). Respondendo a todos estes questionamentos, a escolha do tema será completamente esclarecida.

Se gostou do artigo e quer ter mais dicas como essa, acesse o Guia da Monografia do Jader clicando aqui.

Esse artigo foi útil?

Comentários

Aprenda 17 maneiras de ganhar dinheiro na internet

Fique tranquilo, odiamos spam